sexta-feira, 4 de abril de 2014

O crime compensa

Esta semana uma mulher indiana suicidou-se em Bengala, no leste da Índia, tendo-se imolado por alegado sentimento de humilhação.
A situação deveu-se a dias antes ter sido violada na própria casa por um intruso morador da vizinhança de nome Nabil Mandal, onde também se encontravam os 3 filhos da vítima.
O seu marido ao ter conhecimento do sucedido partiu em busca do violador tendo atacado este, não chegando a consequências de maior pois foi acalmado pelos vizinhos que assistiam ao desacato, dizendo ao marido da vítima que seria feita justiça no tribunal.

O caso seguiu então para tribunal onde o arguido foi considerado culpado e recebeu uma pena (finalmente feita justiça, pensamos nós.). Pois bem, Nabil, depois de ter violado uma mulher na sua própria casa, foi então condenado a um sempre árduo pedido de desculpas. Sim, é verdade, a pena para este senhor foi pedir perdão, MAS teria de fazê-lo tocando nos pés da vítima. Ah pois, não pensem que são só facilitismos, à justiça indiana ninguém lhes passa a perna sem sair arduamente punido. 



Entretanto o marido da vítima foi tratar de agredir, não só o violador, como também o juíz.

Ao que parece um terceiro cidadão indiano assassinou outro, mas a situação já se encontra resolvida pois foi-lhe indicado que fosse para casa e escrevesse 200 vezes no caderno "matar é feio".
E depois as pessoas suicidam-se...